Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Três homens são presos por fazer casal refém

29 OUT 2010Por VÂnya Santos03h:15

Um homem de 35 anos, vítima de assalto no último dia 5, reconheceu um dos bandidos que roubou sua caminhonete F-250, o capturou, acionou a polícia e ajudou a esclarecer o caso. Foram presos Rodrigo de Mendonça Rosa, vulgo Belo, 18 anos, Regis Vicente Miyazato, o Japa, 21 anos, e Paulo Antônio da Silva, 35 anos, acusados dos crimes de formação de quadrilha e roubo qualificado pelo sequestro, emprego de arma e concurso de pessoas.

De acordo com a Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv), que elucidou o caso, por volta das 21h30min do dia 5 deste mês, três homens invadiram uma residência na Avenida Interlagos, Vila Morumbi, na Capital, e abordaram um homem de 35 anos e uma mulher de 32.

O trio utilizou um revólver para roubar joias, celulares e obrigar as vítimas a entrar na caminhonete F-250 da família. Um dos criminosos conduziu o veículo até o Bairro Jardim Noroeste, nas proximidades do Balneário Lagoa Rica, e o casal permaneceu numa mata cerca de duas horas, sob a mira da arma e na companhia de dois dos bandidos. Enquanto isso, um terceiro comparsa deixou o local com o veículo. Durante o sequestro, Rodrigo teria praticado atos libidinosos em uma das vítimas e, em razão disso, também foi indiciado por estupro.

Depois de libertadas, as vítimas acionaram a polícia e foram informadas de que o veículo já havia sido recuperado.

Reconhecimento
Treze dias após o assalto, o homem de 35 anos reconheceu Rodrigo numa das ruas do Bairro Nova Lima. Na ocasião, a vítima segurou o acusado, que resistiu. Depois de conter o suspeito, o homem acionou a polícia e Rodrigo, que conduzia uma motocicleta furtada, foi preso por equipe da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras).

Para a polícia o acusado confessou ter assaltado o casal e apontou Regis e Paulo como seus comparsas. Esses dois integrantes da quadrilha foram presos no último dia 9. Conforme a polícia, uma quarta pessoa envolvida no assalto a família continua foragida.

Leia Também