BRASIL E BOLÍVIA

Treino para barrar aviões suspeitos

Treino para barrar aviões suspeitos
25/07/2012 14:55 - CAPITAL DO PANTANAL


Brasil e Bolívia treinam juntos, na área de fronteira entre os dois países, procedimentos para combater o tráfego de aeronaves supostamente envolvidas em atividades ilícitas. A segunda edição do exercício operacional entre as respectivas Forças Aéreas, denominada BOLBRA II, que teve início no dia 22 e vai até 27 de julho, integra o “Acordo de Cooperação Mútua entre o Governo da República do Brasil e o Estado Plurinacional da Bolívia para combater o Tráfego de Aeronaves Envolvidas com Atividades Ilícitas Transnacionais”, firmado em 2005, na cidade de La Paz.

Durante os cinco dias de exercício conjunto, estarão atuando lado a lado aeronaves Cessna C210, Pilatus PC-7 e Krarakorum K-8, da Força Aérea Boliviana (FAB), e aeronaves A-29 Super Tucano, E-99 e C-98 e C-97, da Força Aérea Brasileira. As missões da BOLBRA II serão realizadas no espaço aéreo da região de fronteira ente o Brasil e a Bolívia. A sede brasileira do exercício será a Base Aérea de Campo Grande (BACG), localizada na capital do Estado do Mato Grosso do Sul. A base boliviana fica na cidade de Puerto Suárez, cidade que fica na fronteira com o Brasil, próximo à cidade de Corumbá.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".