Terça, 20 de Fevereiro de 2018

dourados

TRE mantém condenação de ex-presidente da Câmara de Dourados

13 NOV 2010Por Lidiane Kober00h:02

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS) manteve a condenação de um ano e dois meses de prisão por compra de votos ao ex-presidente da Câmara Municipal de Dourados, Sidlei Alves (DEM). Além disso, ele terá que pagar multa de 20 salários mínimos, o equivalente a R$ 10,2 mil, a serem doados pela Justiça a entidades filantrópicas.

O vereador é acusado de oferecer, na campanha eleitoral de 2008, doações de óculos, próteses dentárias e botijão de gás. "Em todas as circunstâncias se referiu ao voto como moeda de troca, resta indubitável a constatação de corrupção eleitoral", disse, na decisão, o presidente do TRE, desembargador Luiz Carlos Santini.

Por praticar juntamente com Sidlei o crime eleitoral, sua ex-assessora Valquíria Espíndola dos Santos também foi condenada. O vereador ainda figura na lista dos presos na Operação Uragano, da Polícia Federal, que desmontou esquema de fraudes em licitações na Prefeitura de Dourados.

Leia Também