quarta, 18 de julho de 2018

TRE cassa vereador de Iguatemi e absolve o de Antonio João

9 JUN 2008Por 23h:21
     

Lívia Ferreira

 

O Tribunal Regional Eleitoral cassou ontem por unanimidade o mandato do vereador de Iguatemi, Luiz Soares de Souza (PDT) e livrou da cassação por cinco votos a um, o vereador Rosário Congro Flores Filho (PSB), de Antonio João. De acordo com o advogado de Rosário, José Valeriano Fontoura, o vereador deixou o PT alegando perseguição política. Valeriano sustenta que o vereador passou a ser perseguido por apoiar a administração do prefeito de Antonio João, Juneir Marques (PDT), a quem o PT faz oposição. O TRE entendeu que havia provas de perseguição que justificassem a desfiliação do vereador.

        Em relação ao vereador de Iguatemi, Souza, que queria concorrer a prefeito pelo PSDB, alegou ter deixado o partido depois que um novo filiado se apresentou como pré-candidato. As justificativas do vereador não foram aceitas. As decisões do TRE podem ser contestadas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia Também