Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Trânsito terá 70 equipamentos “olho vivo”

5 AGO 10 - 07h:33
DANIELLA ARRUDA

Entrou em funcionamento ontem na Avenida Gury Marques, em caráter educativo, o primeiro semáforo dotado do sistema olho vivo (que registra fotograficamente avanço do sinal vermelho), dentre um total de 70 a serem instalados pela prefeitura em cruzamentos da Capital até 2014, segundo informações do diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rudel Trindade Júnior.
Até o dia 2 de setembro, o dispositivo instalado nesse cruzamento, que fica situado em frente à nova estação rodoviária de Campo Grande, não gerará multa por infração. O condutor flagrado pela fiscalização eletrônica receberá em casa uma notificação informando que cometeu a infração, acompanhado das imagens registradas. O aluguel de cada dispositivo, fornecido pela Empresa Industrial Técnica (EIT), de Fortaleza (CE), custará R$ 2.884,00 mensais ao município e a previsão é que outros quatro sejam instalados na Capital nos próximos 30 dias.
Os cruzamentos definidos são o da Avenida Afonso Pena, em frente ao Shopping Campo Grande, Avenida Mato Grosso com a Rua Bahia e dois pontos da Rua Joaquim Murtinho — em frente ao Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza e próximo ao Ponto de Integração Hércules Maymone, todos selecionados para priorizar a segurança na travessia de pedestres. “Conforme formos instalando, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia) vai aferindo e haverá 30 dias para campanha educativa em cada um”, explicou.
Os equipamentos vão detectar avanço de sinal vermelho, multando o condutor por este tipo de infração das 6h às 20h, e excesso de velocidade (24 horas) nas três classificações previstas no Código Brasileiro de Trânsito — transitar com velocidade até 20% acima do permitido para a via (que no caso da Gury Marques, é de 50 quilômetros por hora), entre 20% e 50% acima do índice permitido e acima de 50% da velocidade máxima estabelecida para o trecho.
A tecnologia permite ainda flagrar o estacionamento irregular sobre faixa de pedestres e conversão proibida. Estas duas infrações não estarão sendo fiscalizadas pelo semáforo da estação rodoviária, porém poderão ser flagradas em outros dispositivos programados para esse fim posteriormente.
No futuro, segundo o diretor-presidente da Agetran, o sistema “olho vivo” deverá atender também cruzamentos próximos aos terminais de ônibus e outros onde infrações são frequentes, como o da Avenida Afonso Pena com a Rua Ernesto Geisel. Ele também alertou para a importância do comportamento do condutor no trânsito após a instalação do sistema “olho vivo”.
“A Agetran está implantando um hoje (ontem), depois serão mais quatro e o volume de equipamentos vai aumentando, até que, com o tempo, o motorista não conseguirá mais decorar onde estão os semáforos (com fiscalização eletrônica). Então a regra é respeitar todos os semáforos no sinal vermelho”, comentou.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Empresário que estava em motel com mulher que surtou foi ouvido nesta tarde
SURTO NO MOTEL

Empresário que estava com mulher que surtou foi ouvido nesta tarde

Empreendedores de MS terão R$ 1,7 bilhão para investimentos em 2020
FCO

Empreendedores de MS terão R$ 1,7 bilhão para investimentos em 2020

Árvores da Avenida Mato Grosso recebem tratamento após morte de figueira
MANEJO

Árvores da Avenida Mato Grosso recebem tratamento após morte de figueira

Roberta D'Albuquerque: "Conserto a preço justo"
COMPORTAMENTO

Roberta D'Albuquerque: "Conserto a preço justo"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião