CIDADES

Trânsito da Capital terá mais 7 radares e lombadas eletrônicas

Trânsito da Capital terá mais 7 radares e lombadas eletrônicas
16/08/2010 06:39 -


Vânya Santos

Pelo menos mais sete redutores de velocidade serão instalados em Campo Grande, já nos próximos seis meses, de acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rudel Espíndola Trindade Junior. A previsão é que os equipamentos sejam instalados a partir de 30 dias, após homologação da licitação para aquisição de lombadas eletrônicas e radares.
Segundo Rudel Espíndola, nos próximos 90 dias serão instalados radares na Avenida Mascarenhas de Moraes, próximo ao Terminal Nova Bahia, e em dois pontos da Avenida Marechal Deodoro, sendo um próximo ao Terminal Aero Rancho e outro perto do Hospital Regional Rosa Pedrossian. “Esses pontos são mais urgentes e se tudo correr bem no processo de licitação os equipamentos serão instalados em três meses”, garantiu.
Com previsão pouco mais estendida, de seis meses, está programada a instalação de radar na Avenida Duque de Caxias, próximo ao Comando Militar do Oeste; na Avenida Gury Marques, na entrada para o Bairro Moreninha; e também na Avenida Cônsul Assaf Trad, no início do sentido centro/bairro, região da saída para Cuiabá. Já a lombada eletrônica será instalada na Avenida Manoel da Costa Lima, próximo ao Centro de Convivência do Idoso, no Bairro Piratininga.
Conforme o diretor-presidente, estes locais são considerados perigosos e neles ocorrem constantes acidentes, por isso, precisam de redutores de velocidade para garantir a segurança de quem trafega pelo local.

Licitação
Desde o ano passado está em curso o processo de licitação para contratação de uma empresa responsável pela instalação de novos redutores de velocidade em Campo Grande. A demora na conclusão da licitação fez com que a prefeitura estendesse o contrato com a Perkons Equipamentos Eletrônicos Ltda, de Curitiba (PR), atual responsável pela manutenção dos equipamentos, até novembro deste ano.
Rudel Espíndola explicou que o processo é para aquisição de 70 lombadas eletrônicas e 30 radares, sendo que 82 já estão instalados na Capital. “A empresa que vencer substitui os equipamentos já instalados ou atualiza o sistema dos redutores, no caso de a vencedora ser a atual contratada”, explicou.
Ainda conforme o diretor-presidente, além da garantia de renovação dos redutores, a Agetran poderá determinar 18 novos pontos para instalação de lombadas ou radares. Ele explicou que o processo está em fase final porque empresas interessadas apresentaram orçamento, documentação e agora uma comissão de compras está testando os equipamentos apresentados pelas concorrentes.
Ao todo, 16 empresas retiraram o edital, mas apenas quatro participam do certame, sendo Perkons, Splice, Kopp e Consladel Consultoria. A contratação da empresa que será responsável pela instalação e manutenção dos redutores de velocidade está orçada em R$ 400 mil mensais.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".