Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 21 de outubro de 2018

Trânsito começa a receber novos vigias

6 MAI 2010Por 00h:09
AnahI Zurutuza

A fiscalização eletrônica do trânsito em Campo Grande está sendo intensificada com novos equipamentos. Ontem, foi ativado o radar na Avenida Euler de Azevedo, próximo à entrada do Bairro Coophasul, região oeste da cidade, medida essa que será estendida a outros pontos da cidade. Além disso,  foram instalados aparelhos Olho Vivo em frente à rodoviária, na Avenida Gury Marques, e ao Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza, na Rua Joaquim Murtinho (veja matéria abaixo).

Com relação ao radar, por enquanto motoristas que passarem pelo local em alta velocidade  (acima de 60 quilômetros por hora) serão apenas notificados. A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) passa a emitir multa aos infratores em 30 dias.

Segundo o diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade Júnior, nas próximas semanas, serão instalados radares também na Avenida Marechal Deodoro, na Interlagos e na Via Parque (entre a Afonso Pena e a Mato Grosso). “São vias de trânsito rápido, mas que se tornaram perigosas por conta do desrespeito aos limites de velocidade”. O radar colocado na Avenida Duque de Caxias, próximo ao Aeroporto Internacional de Campo Grande, deve começar a funcionar em cinco dias, segundo o diretor da Agetran.

Segundo Rudel, todos os equipamentos são vistoriados por equipe do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade (Inmetro) de Mato Grosso do Sul. Ainda esta semana, o radar da Euler de Azevedo será fiscalizado, para verificar se não há problemas na aferição da velocidade.

Lombadas
A agência de trânsito também irá retirar lombadas eletrônicas de alguns pontos da cidade. O equipamento que ficava em frente à Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp) foi trocado, no ano passado, por um traffic calming — espécie de quebra-molas que também serve como passarela para pedestres. A lombada da Avenida Bandeirantes, que ficava próxima ao terminal do transporte coletivo, também foi removida e a localizada na Avenida Mato Grosso, em frente à Escola Municipal Professora Danda Nunes, será substituída por semáforo.

A estratégia da Agetran, segundo Rudel, é remanejar lombadas para as proximidades de escolas da Capital. “Estamos sempre avaliando as necessidades do trânsito e pensando em novas soluções. Próximo a escolas, lombadas têm sido mais eficientes, a não ser na frente do Danda Nunes, onde percebemos que a lombada não está contribuindo para a travessia dos alunos”, afirma Rudel.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também