Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Transferência de brasileiros para o futebol exterior segue em alta

26 DEZ 2008Por 12h:30
     

O futebol brasileiro não elegeu o melhor jogador do mundo de 2008. Também não comemorou o título da Libertadores ou do Mundial. Mesmo assim, segue em alta, principalmente no mercado europeu. As provas estão nos números. O êxodo de jogadores nacionais aumenta a cada ano. De 2005 (804 atletas) até 2008 (1.176), segundo a CBF, nada menos de 3.916 jogadores deixaram o País com o sonho de ganhar milhões de dólares e fazer seu pé-de-meia.

 

O grande importador de brasileiros em 2008 foi o futebol português. Talvez empolgado com a grande alegria proporcionada pelo técnico Luiz Felipe Scolari enquanto dirigiu a seleção dos patrícios. Foram 209 jogadores negociados para Portugal. Cada time tem, pelos menos, dois brasileiros em seus elencos. Alemanha e Itália são outros grandes centros dominados pelo verde-amarelo.

 

Para evitar o esvaziamento cada vez mais cedo dos campeonatos nacionais, o ministro do Esporte, Orlando Silva, está pedindo uma revisão na Lei Pelé e também enviou uma solicitação à Fifa para que as leis de contratação de estrangeiros seja modificada. O principal pedido do ministro é de que os jogadores só possam deixar seus países quando completarem 21 anos e não mais com 18, como funciona atualmente.

 

Com informações do Estadão

Leia Também