Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

INTERNAUTAS

Tragédia no Japão é isca para golpistas roubarem senhas

20 MAR 2011Por infomoney01h:33

Os usuários de internet devem tomar cuidado. Segundo o laboratório antimalware PandaLabs, a tragédia ocorrida no Japão está sendo usada para infectar computadores e roubar senhas.

O e-mail que está circulando diz que mostrará um vídeo das cidades japonesas após o terremoto e o tsunami que aconteceram neste mês. As mensagens trazem, no arquivo, páginas com aparência idêntica à dos sites oficiais dos bancos, como Santander, Itaú e Caixa Econômica Federal, ou empresas que servem como isca.

De acordo com o diretor corporativo e de TI da Panda Security Brasil, Eduardo D´Antona, este tipo de exploração é comum quando há algum evento que choque as pessoas em escala global.

"Os criminosos preferem utilizar os falsos sites bancários, porque a intenção é exatamente a de auferir lucros com a fraude firtual", afirmou D´Antona.

Haiti
Em janeiro do ano passado, quando um terremoto atingiu o Haiti, tentativas de golpes também circularam pela internet, daquela vez com intenção de angariar doações.

Na época, circulava um e-mail com endereço e conta bancária, nomeado como se fosse da Cruz Vermelha Britânica.

Dicas
Para não cair em golpes, o internauta deve evitar clicar em links, e-mails ou mensagens de programas de mensagem instantânea, já que podem ser links que encaminham para websites contaminados ou perigosos. O melhor é digitar o endereço dos sites das organizações que conhece.

O usuário nunca deve preencher formulários de mensagens que solicitem informações pessoais, dados financeiros ou senhas. Se houver alguma dúvida a respeito da mensagem, é melhor entrar em contato com a organização em questão, telefonando, por exemplo.

No caso das empresas, se os funcionários estiverem realizando doações, é importante que elas assegurem-se de que o departamento de TI dispõe de práticas e tecnologia de proteção adequadas para evitar que sejam vítimas de um ataque.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também