Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

Tráfego no local de obra é alterado, mas acidentes continuam sendo registrados

15 OUT 2010Por 06h:20

Por causa das obras de pavimentação da pista antiga da Avenida Duque de Caxias no sentido bairro-centro, a pista da Via Morena, entre a Base Aérea de Campo Grande e o Aeroporto, está em mão dupla e dividida por uma tela de PVC há 45 dias. Mesmo transitando por um trecho em obras, onde a velocidade máxima permitida é de 40 quilômetros por hora, motoristas estão se envolvendo em acidentes.
Somente nos últimos 15 dias, pelo menos cinco pessoas ficaram feridas em duas colisões, uma delas envolvendo carro e moto e a outra com dois veículos de passeio, ambos registrados no cruzamento com a Rua Santo Antônio, próximo à Praça do Aviador da Base Aérea.
Conforme relatório preliminar da Companhia Independente de Polícia de Trânsito (Ciptran), apenas um acidente resultou em óbito na via, porém a ocorrência foi registrada no Bairro Vila Popular. Em 31 de agosto, um adolescente de 17 anos morreu após cair da moto que dirigia, nas proximidades da Avenida Duque de Caxias com a Rua José Pereira.
De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, João Antônio De Marco, a prefeitura tem mantido todas as normas de segurança viária no trecho em obras e inclusive o trabalho de implantação das luminárias foi apressado, para não haver riscos para o condutor que utiliza a Duque de Caxias. “Tudo que a prefeitura pode fazer, tem feito, mas os acidentes têm acontecido, por outros motivos. A nossa orientação é que o motorista tenha o máximo cuidado e atenção ao circular pelo trecho, afinal ele está transitando dentro de um canteiro de obras”, recomendou. (DA)

Leia Também