terça, 17 de julho de 2018

Trabalho infantil ainda atinge 1 milhão de crianças no Brasil

8 SET 2010Por 15h:30
     

O trabalho infantil segue em queda no país, mas ainda há 908 mil crianças de 5 a 13 anos empregadas no país. A legislação brasileira permite a contratação apenas a partir dos 14 anos.

Em relação a 2008, houve queda de 8,5% no número de trabalhadores dessa faixa etária --eram 993 mil. A maior parte dessa população estava ocupada em pequenos empreendimentos familiares, especialmente em atividades agrícolas, onde estavam 57,5% do total observado. Dos 908 mil trabalhadores infantis, 70,8% não tinham remuneração previamente acertada --trabalhavam para o próprio consumo, na construção para próprio uso ou não tem qualquer remuneração.

Ao todo, foram identificados 4,3 milhões de trabalhadores de 5 a 17 anos de idade. Na comparação com 2008, houve retração de 4,5% no contingente de empregados menores de idade.

Se comparado a 2004, o recuo chega a 20%. Há cinco anos, havia 5,3 milhões de trabalhadores de 5 a 17 anos.

Os dados são da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Na faixa de 5 a 9 anos, havia 123 mil crianças trabalhando em 2009; 785 mil tinham de 10 a 13 anos. Há ainda outros 3,3 milhões trabalhadores entre 14 a 17 anos.

Leia Também