Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Falta de orientação

Trabalhadores lotam a Superintendência do Trabalho

27 JAN 2011Por ROSANA SIQUEIRA E EVELIN ARAUJO11h:17

A Superintendência Regional do Trabalho está com problemas no novo sistema e há tumulto no prédio durante todo o dia para os trabalhadores darem entrada no seguro desemprego em Campo Grande (MS). 

Um aviso na porta do prédio alerta os trabalhadores que o atendimento será restrito a 40 senhas de manhã e 40 à tarde, por causa de uma mudança no sistema de implantação do pedido feita pelo Ministério do Trabalho.  Uma opção para o trabalhador é a Fundação do Trabalho (Funtrab) que fica na Rua 14 de Julho,número 992 (das 7h30min às 17h30min) e a Fundação Social do Trabalho (Funsat), na Avenida Eduardo Elias Zahran, número 1.581, Jardim TV Morena. As duas fundações, uma do Estado e outra da Prefeitura, estão atendendo normalmente e não apresentam filas nem atrasos nos atendimentos.

A assessoria de comunicação da Funtrab, que tem capacidade para dar entrada em até 120 pedidos de seguro desemprego por dia, informou ao Portal Correio do Estado que também é possível ligar e agendar o atendimento pelo número 0800 647 0013, para maior comodidade do trabalhador.

A auxiliar de loja Andreia de Oliveira, de 28 anos, disse que chegou com seu companheiro às 5h para pegar uma senha na Superintendência Regional do Trabalho e dar entrada no seguro. Até às 10h20min, ela não tinha sido atendida e nem orientada por ninguém no local.

Por outro lado,  a auxiliar de limpeza Luiza Evangelista da Silva, de 32 anos, chegou à Funtrab às 10h44min e foi atendida imediatamente, pois não tinha ninguém na fila esperando pelo serviço. "Eu nem sabia que tinha como marcar, mas fui tirar o número do PIS [Programa de Integração Social] e um rapaz que estava lá disse que aqui estava vazio, ao contrário da Superintendência", ela disse.

Dois ouvidores do Ministério do Trabalho de Brasília estão no prédio da Superintendência para tentar solucionar os problemas do sistema.

Leia Também