Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELDORADO

Trabalhadores da construção continuam parados

Trabalhadores da construção continuam parados
28/04/2011 11:18 - ANA MARIA BARBOSA, de TRÊS LAGOAS


Trabalhadores das empreiteiras que constroem a fábrica de celulose Eldorado Brasil
continuam em greve e voltaram a fechar a rodovia BR-158, na manhã desta quinta-feira
(28), em Três Lagoas. A rodovia é o principal acesso entre o município e Paranaíba,
Selvíria e Inocência.

Neste momento, representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Construção
Pesada, das empreiteiras e da empresa estão em reunião, para discutir a pauta. Entre as
reivindicações, estão melhorias na qualidade e quantidade da alimentação, melhorias
nos alojamentos, aumento salarial e mais licenças para visitar as famílias, já que a
maioria é de outros estados.

O pelotão das Rondas Ostensivas e Táticas do Interior (Rotai), munida de equipamentos
de choque, e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) permanece no local e tem impedido o
fechamento permanente da rodovia, por meio de conversas com os trabalhadores. Em
alguns momentos, grupos de trabalhadores ocuparam a pista, dificultando o tráfego, mas
logo saíram. Agora, estão nas dependências dos alojamentos, aguardando resultado das
negociações.

Pelo menos 500 operários iniciaram a paralisação e impediram a passagem de veículos
que servem à obra, distante cerca de 25 quilômetros do local dos protestos. Com isso,
outros operários da construção civil não foram para o canteiro.

Nota da empresa
Por meio da sua assessoria de imprensa, a Eldorado divulgou a seguinte nota: “A
Eldorado Brasil informa que está acompanhando as negociações entre as empresas
contratadas para construção da sua indústria e os sindicatos dos trabalhadores.
A expectativa é de que assim que as empresas recebam a pauta de pedidos, as
negociações terão início.
A Empresa avalia ainda que a manifestação dos trabalhadores - normal em época de
negociação sindical - foi realizada dentro do estado de direito previsto por Lei, desde
que respeitada a integridade física e patrimonial.”

Felpuda


As definições no que se relaciona aos nomes para a disputa eleitoral vêm ocorrendo aqui e acolá. Pré-candidato que sonha comandar cidade o interior poderá deixar de ver o seu sonho realizado. É que o dito-cujo terá de enfrentar as lembranças de rumoroso caso que se tornou escândalo depois da denúncia de uma servidora. Há quem garanta que é só a campanha começar para a história ser contada capítulo por capítulo. Afe!