Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 11 de dezembro de 2018

AVAÍ EM QUEDA

'Torres Gêmeas' definem vitória do Atlético-MG

28 MAI 2011Por TERRA20h:01

Apelidados de "Torres Gêmeas" no Atlético-MG, os zagueiros Leonardo Silva e Réver usaram sua altura para definir mais uma vitória da equipe pelo Campeonato Brasileiro. Os dois balançaram as redes na noite deste sábado para garantir o 3 a 1 sobre o Avaí em plena Ressacada, em Florianópolis, mantendo o time catarinense em franca decadência após a eliminação na Copa do Brasil.

Os dois jogadores têm 1,92m de altura, estatura que foi mais do que suficiente para vencer os defensores do Avaí nas jogadas de bola parada. Leonardo Silva fez dois gols, aos 15min do primeiro tempo e 22min do segundo tempo. Réver balançou as redes aos 3min da etapa final. A virada garante a segunda vitória do time mineiro no Campeonato Brasileiro.

Já o Avaí perde novamente a chance de se reerguer após a eliminação na semifinal da Copa do Brasil, diante do Vasco. Já são quatro reveses da equipe, que também não foi bem no Estadual, ficando fora da decisão. Além do empate com o Vasco fora de casa e a derrota na Ressacada, o Avaí estreou no Brasileiro sendo goleado por 4 a 0 para o Flamengo. Neste sábado, a torcida celeste protestou muito contra o técnico Silas.

Na próxima rodada, o Avaí vai à Vila Belmiro enfrentar o Santos, finalista da Copa Libertadores. A chance de Muricy Ramalho mandar a campo um time reserva é grande, o que pode ajudar na busca pela reação, às 18h30 (de Brasília) do domingo. No mesmo dia e horário, o Atlético-MG vai tentar manter a eficiência contra o São Paulo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

O jogo

A excelente partida da dupla de zaga do Atlético-MG não começou nada bem na Ressacada. Logo aos 5min, Rafael Coelho recebeu longo lançamento e ajeitou de cabeça para a batida de Fábio Santos, que abriu o placar. A empolgação durou dez minutos, até Richarlyson escorar de cabeça após cobrança de escanteio e Leonardo Silva, com os pés, completar de primeira para o gol.

O empate não abalou o Avaí, que se manteve com o domínio das ações e assustou novamente aos 31min, em cobrança de falta com força por Acleisson. Renan Ribeiro espalmou, em boa defesa. O baque do anfitrião veio logo no início da segunda etapa, aos 3min. Réver subiu mais que todo mundo em bola alçada na área em escanteio e testou para o gol, virando o marcador.

Começaram os protestos e as críticas nas arquibancadas. Um dos mais visados foi o meia Marquinhos, jogador que grande identificação com o Avaí e que deve deixar o clube em breve, envolvido na negociação do Santos, dono de seus direitos federativos, com o Grêmio pelo atacante Borges. O Atlético-MG aproveitou e usou justamente a bola aérea, que se mostrou de grande eficiência.

Aos 8min, Giovanni Augusto cobrou escanteio e Réver quase fez mais, de cabeça. O Avaí quase empatou aos 17min: Acleisson recebeu dentro da área e bateu forte, mas Renan Ribeiro espalmou. Sem ângulo, Julinho não conseguiu aproveitar o rebote. Aos 22min, Leonardo Silva desviou de cabeça em escanteio e aumentou a vantagem do time visitante, complicando para o Avaí.

Os dois treinadores realizaram as alterações possíveis, mas o panorama da partida não se alterou: o Atlético-MG continuou firme à frente do placar, agora com as "Torres Gêmeas" mais preocupadas em defender do que atacar. O Avaí tentou de todas as maneiras evitar a derrota, mas a cada erro foi mais cobrado pelo torcedor. E a cada cobrança, errou mais dentro de campo.

Aos 29min, Magno Alves recebeu passe dentro da área e bateu cruzado, mas o zagueiro Gustavo Alves rebateu, evitando o quarto gol. As entradas de Estrada e Robinho aumentaram a mobilidade do ataque, mas a defesa atleticana rebateu todas as investidas rivais. A pressão no final do confronto foi insuficiente.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também