Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Torcedores não podem falar alto durante treino do Brasil

27 JUN 2009Por 11h:45
     

 

Treino da seleção brasileira aberto ao público é sempre motivo de festa. Pelo menos para quem está fora de campo. Não foi, porém, o que se viu nesta sexta-feira, no Orlando Stadium, localizado no bairro de Soweto. Mais de 200 pessoas suportaram o frio de 6 graus para ver os reservas de Dunga com uma instrução: não podiam falar alto, nem mesmo chamar os jogadores ou o treinador pelo nome.


        

O silêncio litúrgico do treino da equipe só foi quebrado algumas vezes pelos próprios atletas, que realizaram numa faixa restrita do gramado atividades físicas, técnicas e táticas. De acordo com um dos policiais responsáveis pela segurança da delegação brasileira, Nuno Mhosi, o pedido teria partido da seleção. Na comissão técnica, comandada por Dunga, ninguém confirmou essa versão.


        

Crianças e adolescentes eram maioria entre os que se aventuraram a seguir para o estádio. Calados, observaram a movimentação da metade do time. Em campo, alguns treinavam com gorros, como o lateral Daniel Alves, o autor do gol da vitória por 1 a 0 do Brasil sobre a África do Sul, na quinta, resultado que classificou a seleção para a final da Copa das Confederações, domingo, às 15h30 de Brasília contra os Estados Unidos, em Johannesburgo.


        

Com informações do Estadão

Leia Também