Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

Torcedora do Palmeiras acompanha sorteio na FPF e cobra transparência

6 MAI 2011Por Gazeta Esportiva04h:30

Os sorteios de árbitros para as partidas do Campeonato Paulista, que são abertos ao público, geralmente contam apenas com membros da Comissão de Arbitragem. Nesta quinta-feira, contudo, o auditório da Federação Paulista de Futebol recebeu jornalistas e uma torcedora.

Maria Adélia Santucci, professora aposentada e torcedora do Palmeiras, decidiu acompanhar o sorteio após a polêmica envolvendo a semifinal da competição, entre seu time e o Corinthians, quando reportagem do Jornal da Tarde previu que o árbitro do clássico seria Paulo César de Oliveira.

Na opinião da palmeirense de 62 anos, que garante ter ido à FPF "por livre e espontânea vontade, sem representar ninguém", foram injustas as expulsões do zagueiro Danilo, após dura dividida com o corintiano Liedson, e do técnico Luiz Felipe Scolari, por discussão com Tite.

"Ele (Paulo César) tem retrospecto de não apitar corretamente em jogos do Palmeiras. Era um jogo de risco, e ele não foi imparcial. Todas as rádios analisaram que os dois jogadores e os dois técnicos deveriam ter sido expulsos. Ele influenciou no resultado do jogo (vencido pelo Corinthians por 6 a 5 na decisão por pênaltis após empate no tempo normal)", reclamou.

Ao final do trabalho da imprensa, período em que ouviu o Tenente-Coronel Marcos Marinho explicar que a pré-seleção de árbitros para o sorteio depende de critérios técnicos, ela perguntou ao presidente da Comissão de Arbitragem, responsável pelos sorteios, o porquê de não ter sido considerada uma suposta lista de erros de Paulo César que prejudicaram o Palmeiras.

"Aqui não tem veto", respondeu Marinho, ao ser perguntado sobre a redução pela metade - de oito para quatro - de árbitros pré-selecionados para a final. "Temos total independência na comissão. Entendo a posição da senhora, mas era outra fase", concluiu o homem-forte da arbitragem paulista, ao deixar o auditório e ouvir pedidos de "transparência" da palmeirense.

Leia Também