sexta, 20 de julho de 2018

Toque de recolher não impede onda de saques no Chile

2 MAR 2010Por 08h:12
     

        Apesar do toque de recolher e do envio de mais 7 mil soldados e tanques a Concepción - uma das cidades mais afetadas pelo terremoto de 8,8 graus na escala Richter que abalou o sul do Chile na madrugada de sábado -, as ondas de saque continuaram ontem. Pelo menos 1 pessoa morreu e 160 foram detidas por não respeitar o toque de recolher, ampliado ontem das 20 horas até o meio-dia de hoje. As autoridades advertiram que vão atirar para matar em quem desrespeitar a medida. O anúncio foi feito em meio às críticas do presidente eleito, Sebastián Piñera, à lentidão do governo da presidente Michelle Bachelet em conter os saques. O número de mortos pelo terremoto subiu ontem para 723. Há pelo menos 19 desaparecidos, entre eles 1 brasileiro na cidade de Concepción, segundo o embaixador do Brasil no Chile, Mário Vilalva.

        Com informações do Estadão
        

Leia Também