Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

BC

Tombini diz que inflação vai recuar

12 MAI 2011Por g113h:20

O presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, disse, na manhã desta quinta-feira (12), em um seminário no Rio de Janeiro, que a inflação deve recuar nos próximos meses. “Mesmo que a inflação acumulada nos últimos 12 meses ainda se apresente alta, devido a um efeito estatístico”, explicou.

“No curto prazo, temos o desafio de trazer a inflação para o centro da meta (4,5%). Hoje, a inflação é um problema global”, afirmou Tombini. O presidente do BC ressaltou que o aumento da taxa de juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom) já está surtindo efeito na contenção da inflação, e reafirmou que o objetivo para 2012 é manter o centro da meta em 4,5%.

Tombini destacou que, graças à estratégia do BC, o volume de concessão de crédito a pessoas físicas tem reduzido, bem como o ingresso de capital no país. “O Banco Central tem reagido com firmeza às pressões inflacionarias. Inflação estável é fundamental para manter as conquistas e continuar com os avanços para a sociedade”, concluiu.

Sobre o anúncio da BR Distribuidora, que irá reduzir o preço dos combustíveis, Tombini disse que a medida ajuda a combater a inflação. " A redução de um preço específio, setorial, ajuda a combater a inflação, como um todo."

Leia Também