Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DO SUL

Tomate e batata puxam alta da cesta básica

Tomate e batata puxam alta da cesta básica
06/07/2012 16:00 - DA REDAÇÃO


Pesquisa da Secretaria de Estado de Planejamento (Semac), divulgada nesta sexta-feira (06), mostra que a Cesta Básica Alimentar apresentou no mês de junho uma variação de 1,31% em relação ao mês anterior. Em valores, os índices apontam que para a aquisição da ração mínima para um indivíduo foi necessária a quantia de R$ 258,50, contra R$ 255,16 do mês de maio.

A variação acumulada dos últimos doze meses registrou alta de 3,16%. No acumulado de 2012 (janeiro a junho), o índice também é de alta, de 3,17%.

 Produtos

A pesquisa de junho assinalou que dos produtos que compõem a Cesta Básica Alimentar, oito registraram alta de preços: tomate (11,22%); batata (10,36%); alface (4,16%); feijão (2,73%); macarrão (2,40%); sal (2,27%); arroz (0,68%) e carne (0,54%). Os produtos que acusaram queda de preço foram: açúcar (6,34%); laranja (3,65%); pão (3,06%); margarina (2,01%); banana (0,66%) e leite (0,48%). O óleo de soja manteve seu preço inalterado.

Felpuda


Certa pré-candidatura à Prefeitura de Campo Grande nasceu com grandes brechas que certamente serão usadas pelos adversários no período da campanha eleitoral, segundo voz corrente nos bastidores políticos. Uma delas: como o postulante vai dizer que fará boa administração se no período em que administrou conhecida instituição passou boa parte do tempo reclamando de crise financeira e ameaçando fechar as portas?