Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

Reforma

Todos os assentamentos de Mato Grosso do Sul serão cadastrados

27 ABR 2011Por Laís Camargo16h:50

A partir de segunda-feira (2), o INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) começa um levantamento ocupacional dos assentados de Mato Grosso do Sul. A ação vai ter início em Ponta Porã, no assentamento Itamaraty. O pedido é da presidência nacional da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri). No último levantamento do IBGE, em 2007, foram registrados 80 assentamentos no MS.

O instituto visa promover o cadastramento de todas as famílias e pessoas acampadas em margens de estradas em todo o Estado. “O objetivo desse trabalho não será apenas para o fornecimento correto do número de cestas básicas. Será também para efeito do programa de reforma agrária no Estado”, explicou o presidente regional da Fetagri, Geraldo Teixeira.

Casas

Geraldo informou também que o órgão federal vai voltar a liberar os recursos da ordem de R$ 44 milhões, que estavam sendo empregados na construção de moradias nos assentamentos do Estado. O presidente da Fetagri informou que os assentamentos que não possuem obras e infraestrutura (casas, escolas e outros benefícios) terão prioridade no recebimento desses recursos.
 

Leia Também