Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SOMBRA E ÁGUA FRESCA

Todo cuidado é pouco para viajar; alta temporada não é recomendada

4 JAN 14 - 15h:00CASSIA MODENA

Boa viagem nem sempre é sinônimo de viagem perfeita, isso porque a temporada mais cotada para os passeios pode trazer alguns incômodos a quem opta por ela.

Nas agências de turismo de Campo Grande, o movimento está grande e muitos pacotes já estão esgotados. Os destinos mais procurados dentro do País são os litorâneos, como as praias de Santa Catarina, Pernambuco, Ceará e as da região norte de São Paulo. Entre os destinos estrangeiros, Caribe e as praias do México são os preferidos.

Em qualquer destino que seja, agências de turismo, hotéis e resorts esperam por clientes com o máximo de receptividade, mas nem todos eles saem satisfeitos com os serviços. Por isso, a gerente da agência de turismo Terra e Mar da Capital, Lilian Vilasanti, aconselha a quem quiser viajar – principalmente se for de última hora – a escolher um período de baixa temporada.

“O melhor é não viajar. Se for nessa época, o turista tem grandes chances de ter uma viagem tumultuada. Aconselho a seguir a contramão dessa demanda e evitar ir para os destinos mais procurados no fim e começo do ano, até porque eles saem três vezes mais caro do que o preço normal. Estamos no verão, mas o ideal é buscar outras cidades onde não haja praia, e sim outros atrativos”, recomenda.

Planejamento

Mesmo quem se adianta e programa os passeios de férias com antecedência encontra problemas. O pecuarista Flávio Nunes, 41 anos, sempre procura por passagens aéreas e locadoras de carro pelo menos um mês antes da data marcada para a viagem. Mas nas últimas vezes que saiu de férias teve que lidar com inconvenientes.

Em Natal, Rio Grande do Norte, Flávio e a namorada se depararam com uma loucura de trânsito e esgoto a céu aberto. “Sem falar que, quando compramos um passeio, fomos obrigados a comer em um restaurante onde a comida não era boa. Não tínhamos escolha, era o único local que era oferecido”, conta.

O agente de viagens, Ivan Gomes, explica que quando os pacotes ou passeios comprados em agências oferecem serviços que não agradam o cliente, não há muito a fazer. “Os serviços são oferecidos por terceiros, por isso não podemos fazer nada para reverter a situação. Não há como interferir na qualidade do que é prestado por outras empresas, apenas pedimos um feedback para o cliente e, caso haja reclamações justificadas, ponderamos se o fornecedor deve ser trocado”, esclarece.

Gomes também dá dicas para quem não quer se decepcionar durante a viagem. “Aconselho a procurar pacotes completos, com reserva de hotéis ou resorts e passeios com uns dois meses de antecedência. Dessa forma, a vaga é garantida, há mais destinos para escolha e ainda tem a possibilidade de você chegar ao hotel, por exemplo, e conseguir um quarto melhor, já que eles não estão lotados”, orienta.

Fora de época

Independente de ser tempo de férias escolares e a estação ser o verão, dezembro e janeiro são os meses escolhidos para viagem pela maioria também por questões culturais.

A funcionária pública, Carolina da Cruz, 26 anos, adora viajar e até por isso montou uma boa tática para se divertir e não ter surpresas desagradáveis no período que reserva para conhecer lugares diferentes e descansar.

“Geralmente, viajo em março, junho e setembro, assim economizo e aproveito os feriados”, relata. A jovem, que já visitou várias cidades do País, está com tudo acertado para fazer um cruzeiro de 15 dias no Mar Mediterrâneo, com passagens por países como Grécia, Itália, Croácia e Turquia. A viagem está marcada para junho, e ela garante que pagou mais barato do que quem adquiriu o pacote no fim do ano. 

Reportagem publicada na edição de hoje do Jornal Correio do Estado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ANOS 90

Com torneio como opção por vagas no Mundial, CBF é contra volta da Supercopa

Torneio reunia os campeões da Copa Libertadores
ESTADOS E MUNICÍPIOS

Bolsonaro sanciona lei que divide recursos do megaleilão do petróleo

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura
GOVERNO PRESENTE

Capital pede mais investimentos na área de infraestrutura

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita
PRAIAS DO NORDESTE

Presidente do Ibama diz que derramamento de óleo é situação inédita

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião