Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

MÉDICO CASSADO

TJ/MS condena Alberto Rondon a 42 anos e 9 meses de prisão

10 MAI 2011Por da redação18h:44

O médico cassado Alberto Rondon foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul a 42 anos e 9 meses de prisão. Ele foi processado por ter realizado cirurgias plásticas sem especialização, provocando lesões e deformidades graves em mais de cem mulheres entre 1990 e 1998. A sentença é do desembargador Ivo Salgado da Rocha. Rondon ainda poderá recorrer da decisão em liberdade.
A alegação do ex-médico foi de que as pacientes, na época, não cumpriram as orientações pós-operátorias. Ele disse ainda, que as sequelas são “intercorrências estatisticamente normais na cirurgia plástica” e poderiam ser corrigidas por meio de pequenas cirurgias reparadoras.
O ex-médico foi condenado por ter deformado 11 mulheres e absolvido das acusações de lesão corporal grave em relação a quatro pacientes.

Em sua decisão, o juiz considerou o fato de Rondon prosseguir realizando cirurgias plásticas, mesmo depois de saber que os procedimentos provocaram lesões nas vítimas. Por isso, descartou a possibilidade de ausência de dolo.

Leia Também