TRÂNSITO

TJ-RJ devolve CNH de Thor Batista, acusado de atropelar ciclista

TJ-RJ devolve CNH de Thor Batista, acusado de atropelar ciclista
20/07/2012 23:00 - TERRA


O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro suspendeu na quinta-feira a decisão da Segunda Vara Criminal de Duque de Caxias (RJ) e devolveu a carteira de habilitação a Thor Batista, 20 anos, filho do empresário Eike Batista.

Thor terá posse da sua CNH enquanto não for julgado pelo homicídio culposo, sem intenção de matar, de Wanderson Pereira dos Santos, no dia 17 de março, quando dirigia uma Mercedes-Benz SLR McLaren na BR-040. A vítima morreu depois de ser arremessada, pelo impacto do carro, a uma distância aproximada de 65 m. No final do processo, caso seja condenado pela morte do ciclista, ele poderá cumprir pena de detenção de dois a quatro anos, em regime aberto ou semiaberto.

A decisão de devolver a carteira para o filho do empresário foi do desembargador Antonio Carlos dos Santos Bitencourt. O pedido de devolução foi dos advogados de Thor, Márcio Thomaz Bastos - que foi ministro da Justiça no governo Lula e também defende o bicheiro Carlinhos Cachoeira - e Celso Vilardi.

Os advogados dizem que, apesar de não terem acesso à denúncia do Ministério Público, consideram que o processo penal é um equívoco e comprovarão a inocência do cliente

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".