Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

TJ nega anulação do flagrante do procurador Carlos Alberto Zeolla

6 MAR 2009Por 14h:03
     

         

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou o pedido para reconsideração da autuação em flagrante do procurador Carlos Alberto Zeolla, preso pelo assassinato do sobrinho, na terça-feira passada. A decisão do desembargador Romero Osme Dias foi anunciada hoje (6) e Carlos Alberto continua preso.

O advogado de defesa do procurado, Ricardo Trad, vai apresentar hoje laudos médicos e psiquiátricos para serem anexados ao requerimento de insanidade mental. Ricardo Trad alega que no momento do crime Carlos Alberto não tinha capacidade mental de resolver o caso.

Leia Também