Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

REIVINDICAÇÃO

TJ estuda pedido de mudança do horário do Judiciário

9 FEV 2011Por DA REDAÇÃO15h:05

O presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador Luiz Carlos Santini, recebeu, ontem, os presidentes da Fiems, Famasul, Fecomércio e OAB para tratar da volta do funcionamento da Justiça do Estado também no período da manhã. Ele foi receptivo à proposta e já anunciou a possibilidade de criar plantões neste período.

“Dentro da nossa limitação orçamentária e das características do nosso pessoal, pretendo avaliar a reivindicação de colocar plantões no horário das 8h às 12h. Entretanto, faremos isso desde que não ocorra alteração nas nossas despesas”, avisou Luiz Carlos Santini.

Desde 1º de setembro do ano passado, o Poder Judiciário alterou o horário de funcionamento das 8 às 18 horas para das 12 às 19 horas. Apesar de justificar a mudança do horário para atendimento ao que prevê a Lei de Responsabilidade Fiscal, no que tange aos gastos com pessoal, o desembargador considerou legítima a manifestação das lideranças.

“Avalio que o Judiciário, como um dos poderes do Estado, precisa conversar com as representações da sociedade civil no tocante à atividade econômica, que é aquela que gera riqueza para Mato Grosso do Sul”, destacou o presidente do TJ.

Leia Também