segunda, 23 de julho de 2018

Testemunhas da morte do diretor de presídio mudam depoimento

29 JUL 2008Por 14h:42
     

 

 

Voltaram atrás do depoimento, as quatro testemunhas do caso que apura o assassinato de Walter Avelino, que era diretor do presídio de Ponta Porã. Mário Donizate, o delegado responsável pela investigação, afirma que as pessoas mudaram o testemunho com medo e podem ter sido vítimas de ameaça. Mesmo com a mudança, Juliano Correia continua sendo o principal suspeito pela morte de Avelino. Além do rapaz, ainda há outros dois suspeitos pelo crime.

 

Walter Avellino foi morto com um tiro de pistola de nove milímetros em um bar do município. Avelino estava na direção do Estabelecimento Penal Ricardo Brandão desde dezembro do ano passado. Agora o chefe de disciplina, Mário Ribeiro, assumiu a direção do presídio.

Leia Também