Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Teste do pezinho evita progressão de doenças

6 JUN 2008Por 18h:20
     Hoje, dia 6 de junho, é comemorado o Dia Nacional do Teste do Pezinho, exame obrigatório para toda criança nascida no território nacional, de acordo com o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) do Ministério da Saúde.  O teste detecta duas ou mais doenças como fenilcetonúria, hipotiroidismo congênito, anemia falciforme, hemoglobinopatias e fibrose cística. Outras doenças de menor incidência são detectadas pelo teste ampliado disponível apenas em hospitais particulares. Estima-se que para cada 2,5 mil nascimentos no mundo, uma criança tenha o problema. No Brasil a estimativa é de 1.200 novos casos por ano, mas a maioria fica sem diagnóstico.
                A fenilcetonúria é uma das doenças metabólicas, com maior incidência, atingindo 01 em cada 25 mil recém-nascidos no Brasil. Caracteriza-se pela dificuldade de metabolização do aminoácido fenilalanina. A doença é diagnosticada pelo Teste do Pezinho.
                Esta doença tem como conseqüência, a deficiência mental, que pode ser evitada com o tratamento, que consiste em dieta especial, em que alimentos ricos em proteínas são proibidos (como carnes, ovos, queijos, feijões, entre outros). Além disso, é necessária a utilização de uma fórmula especial de aminoácidos, fornecida gratuitamente no Brasil pelo governo. ?Com o diagnóstico e o tratamento precoce, a criança se desenvolve normalmente, sem deficiência mental?, explica Dra. Paula Vargas.

Leia Também