Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Termômetros explodem no sul do Estado

4 FEV 10 - 23h:16NATHÁLIA CORRÊA E EDUARDO MIRANDA
O município de Itaquiraí, no sul do Estado, registrou, ontem, a maior temperatura do País. Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), quem estava na cidade teve de enfrentar o calor de 43,7 graus, quase cinco graus a mais do que os 38,8 registrados em Porto Alegre, segunda colocada no ranking. Mas, ainda conforme o Instituto, hoje a previsão é de que o calor diminua. A temperatura em Itaquiraí deve oscilar entre os 33 e 21 graus, com a possibilidade de chuvas e trovoada a partir do final da tarde. Em Campo Grande o cenário não foi muito diferente do município recordista. Os registros do Inmet foram de 34,4 graus ontem à tarde. E para fugir do calor, algumas crianças e adolescentes do Bairro São Conrado, na região oeste, recorreram às águas do Rio Buriti para se refrescar. “Nesta época do ano a gente vem aqui quase todo dia”, disse o estudante Mike Oliveira de Jesus, 15 anos. Ele e mais seis colegas disseram não temer eventuais impurezas na água debaixo de um sol tão forte. “Está muito quente, e além do mais, aqui onde tomamos banho a água é limpa porque vem de dentro da Base Aérea”, completou o garoto. O calor pôde ser sentido em toda a extensão do Estado. Ao oeste, em Porto Murtinho, a temperatura atingiu os 37,1 graus; a leste, a máxima chegou aos 36 graus. Para estes municípios a previsão é de que, hoje, a temperatura continue elevada, registrando 36 e 35 graus, respectivamente. Chuvas A partir da semana que vem, de acordo com informações do site Tempo Agora – http://tempoagora.uol.com. br/ – a previsão é de que as chuvas voltem. Em Itaquiraí elas devem atingir os 13 milímetros. Na Capital o nível das chuvas pode chegar aos 15 milímetros e no município de Coxim, com situação de emergência decretada em decorrência das chuvas do final do ano passado, 23 milímetros.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira nosso editorial desta segunda: "Antes tarde do que nunca"

ARTIGO

Natalia Bacaro Coelho: "E quando os filhos abandonam os pais?"

Advogada
OPINIÃO

MAteus Boldrine Abrita: "Deflação: parece legal, mas não é"

Professor e doutor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião