PMDB

Temer lança Chalita como pré-candidato

Temer lança Chalita como pré-candidato
23/04/2011 10:43 - ESTADÃO


O deputado Gabriel Chalita (PSB-SP) acertou com o vice-presidente da República, Michel Temer, que ingressará no PMDB em maio, com direito a uma festa de filiação em São Paulo. Líderes e dirigentes nacionais do partido já estão sendo convidados a participar do evento em que Chalita será apresentado como pré-candidato do partido à Prefeitura da capital paulista em 2012. A informação foi dada em primeira mão, na manhã de ontem, pela colunista Sonia Racy, na rádio Estadão ESPN.

A pressa do deputado em deixar o PSB tem razões pragmáticas: o PMDB quer que ele seja a estrela do programa do partido que irá ao ar em junho. "Ele já bateu o martelo comigo e com o (ministro da Agricultura) Wagner Rossi e está decidido a sair do PSB até correndo risco de ter o mandato questionado na Justiça", informa o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN).

A regra da fidelidade partidária estabelece que o mandato parlamentar pertence ao partido, e não ao deputado. Chalita garantiu aos peemedebistas que tem uma estratégia traçada para preservar a vaga de deputado.

Nas conversas com os dirigentes do PMDB, Chalita ressaltou sua "incompatibilidade" com o atual prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que lidera a criação do PSD. Embora a tese da fusão entre o futuro partido de Kassab e o PSB tenha perdido força nas últimas semanas, o deputado fez questão de lembrar que a ideia foi bastante noticiada e, por isso, não pode correr o risco de ficar na atual legenda e ser surpreendido por uma eventual união dos partidos.

Confiante quanto ao futuro partidário de Chalita, Alves diz que o objetivo do PMDB é dar "toda a ênfase" à filiação do parlamentar, com um ato político à altura do deputado eleito com 560 mil votos, segunda maior votação de São Paulo, atrás apenas do palhaço Tiririca (PR).

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".