domingo, 15 de julho de 2018

Televisão 3D é mais conhecida do consumidor brasileiro

9 SET 2010Por 03h:00
     

A televisão 3D aportou no Brasil há poucos meses, mas já se mostrou tão conhecida quanto as concorrentes. Uma pesquisa realizada pela consultoria GfK constatou que 62% dos consumidores brasileiros conhecem ou já ouviram falar do modelo.

O público jovem domina o conhecimento sobre o aparelho: 74% dos entrevistados entre 18 e 24 anos estão familiarizados com o 3D. Esse percentual cai para 52% entre os que têm mais de 56 anos. A TV é mais conhecida dos homens, com 66% de citações, ante 58% das mulheres.

Na base regional, 64% dos sulistas se dizem familiarizados com o aparelho tridimensional. Processo contrário acontece nas regiões Norte e Centro-Oeste, onde apenas 40% citaram o modelo. Os integrantes das classes A e B superam os dados C e D em familiaridade com a novidade, 70% contra 54%, respectivamente.

Mesmo recém-chegada no País, a TV 3D já conquistou mais "conhecedores" do que a LED (diodo emissor de luz, na tradução da sigla em inglês). Dos entrevistados, 41% pelo menos já ouviram falar do modelo, sendo que deste total boa parte é composta por homens (52%). O termo LED é mais conhecido das classes A e B (52%) do que dos integrantes da C e D (31%).

Compras

Boa parte dos brasileiros (49%) apresentou predileção pelos modelos de LCD/Plasma em uma eventual compra, na qual os preços seriam semelhantes.

As mulheres são as mais interessadas em adquiri-los (53%), assim como os entrevistados acima de 45 (55%), do Nordeste (53%) e das classes Ce D (58%).

A TV 3D foi lembrada por 27% dos entrevistados e a LED ficou com apenas 15% das indicações. O primeiro modelo é preferência dos jovens de classes mais altas que residem no Norte e no Centro-oeste.

Já o segundo é desejo de consumo das pessoas entre 25 e 34 anos, do topo da pirâmide social. Neste caso, a região Sudeste concentra a maioria dos possíveis compradores.

De acordo com a consultoria, mil pessoas foram ouvidas, a partir dos 18 anos, de 12 cidades das regiões metropolitanas do Brasil, entre os dias 6 e 26 de maio deste ano.

Leia Também