domingo, 22 de julho de 2018

Telefónica se prepara para ir à Justiça contra a Vivo

20 JUL 2010Por 05h:45
     A disputa pelo controle da Vivo se encaminha mesmo para a Justiça europeia. A Telefónica deu na segunda-feira, 19, um primeiro passo para tentar romper a joint venture que mantém com a Portugal Telecom (PT) na Brasilcel, holding que detém 60% das ações da maior operadora de telefonia celular brasileira. A pedido dos espanhóis, o escritório de advocacia holandês De Brauw Blackstone Westbroek já trabalha no rompimento da associação, que deve ser solicitado ao Tribunal de Justiça de Haia.

        Caso se concretize, a disputa judicial acontecerá na Holanda porque a Brasilcel está domiciliada em Amsterdã. Entretanto, se daria à luz das regras da Câmara de Comércio Internacional (CCI), organismo que tem sede em Paris. E o rompimento não será simples: os termos do contrato de parceria, firmado em setembro de 2005, indicam que a ruptura da joint venture, que tem validade de 25 anos, só poderia ser realizada em comum acordo.

         

        (Agência Estado)

Leia Também