Teixeira e Havelange receberam suborno

Teixeira e Havelange receberam suborno
12/07/2012 06:00 - band


Agora não há mais dúvidas. Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, e João Havelange, atual presidente de honra da Fifa, são dois dos dirigentes que receberam propina da empresa de marketing esportivo ISL, na comercialização feita pela Fifa dos direitos de transmissão televisiva das Copas do Mundo nos anos 1990.

A confirmação foi dada nesta quarta-feira quando o Tribunal Superior da Suíça decidiu divulgar documentos que detalham que o recebimento de suborno dos dois brasileiros. A decisão da corte suíça detalha as transferências  para as contas de Teixeira e Havelange - o volume chega a US$ 1 milhão numa certa transferência.

A corte suíça já havia em 2010 condenado cartolas por terem recebido subornos da ISL, mas os nomes à época não foram divulgados. A partir daí, a Fifa foi pressionada a revelar os nomes que estavam envolvidos.

A BBC e a imprensa suíça tentaram na Justiça ter acesso aos documentos. De tanto pressionarem, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, antes reticente, concordou publicamente que os documentos deveriam ser abertos.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".