Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Técnicos preparam pista para o Mundial de Motocross

Técnicos preparam pista para o Mundial de Motocross
28/07/2010 05:47 -


Os técnicos responsáveis pela elaboração do projeto da pista do Motódromo Internacional de Campo Grande, Greg Atkins (designer de traçados) e Justin Barcley (construtor de pistas), trabalham desde ontem na Capital para o desenvolvimento do circuito, que receberá nos dias 21 e 22 de agosto, a etapa do Brasil do Campeonato Mundial de Motocross, 13ª da temporada.
Em conjunto com os europeus, o responsável pela logística da pista, Adilson Grecco, da empresa organizadora do evento, Bracco Internacional, está na Capital para oferecer as condições necessárias para a realização do projeto, em parceria com os representantes da Federação de Motociclismo de Mato Grosso do Sul.
O trabalho dos responsáveis pela pista começou com a marcação do terreno. “Eles estão desde o começo da manhã (ontem) trabalhando na marcação do circuito e já afirmaram que Campo Grande terá uma das melhores pistas do mundo”, destacou Grecco.
De acordo com o organizador, ainda não há uma data definida para a entrega da pista. “Queremos fazer o melhor trabalho possível e se necessário vamos trabalhar até um dia antes da competição”, disse.
O presidente da federação estadual, Firmo Henrique Alves, garantiu que tudo acontece no tempo-limite, mas sem risco. “São todos profissionais de experiência mundial. Temos ciência que estamos lutando contra o tempo, porém está tudo dentro do planejamento”, relatou o dirigente.
Cerca de 50 mil pessoas são esperadas em cada dia de programação da etapa na Capital. Os ingressos estão sendo vendidos pela internet, por meio do site www.mxgpbrasil.com e nas concessionárias Honda. As arquibancadas populares custam R$ 50, as arquibancadas vips com visita ao paddock R$ 200 e o camarote vip, com visita ao paddock, bebidas e refeições R$ 800. Estudantes pagam meia-entrada nas arquibancadas populares e vips. (JP)

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?