Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Pesquisa

Técnica de relaxamento antes de uma cirurgia acelera recuperação

10 FEV 2011Por Veja05h:00

Fazer aulas de controle de stress e relaxamento antes de uma cirurgia pode ajudar a acelerar a recuperação, além de aumentar a sobrevivência a longo prazo. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade do Texas e publicada no periódico americano Psychosomatic Medicine, homens que receberam o tratamento antes de uma cirurgia de próstata apresentaram um sistema imunológico mais fortalecido 48 horas após o procedimento – aspecto essencial para combater inflamações e infecções.

Os pacientes tiveram ainda níveis mais elevados de compostos que aumentam a cicatrização de feridas. Esse aumento na atividade de sistema imunológico é também responsável por reduzir os riscos de metástases cancerígenas e por aumentar as chances da recuperação pós-cirúrgica. Segundo os cientistas, acredita-se que o stress reduza as atividades do sistema imunológico - como isso acontece no organismo, no entanto, ainda divide especialistas.

Estudos anteriores já haviam demonstrado que homens que receberam aconselhamento antiestress antes de uma cirurgia apresentavam uma qualidade de vida melhor até um ano após o procedimento. Entre as técnicas sugeridas estão exercícios de respiração e treinamento que enfocam imagens de cenas e cenários para relaxamento mental.

Metodologia – Para chegar aos resultados, os pesquisadores da Universidade do Texas analisaram 160 homens, divididos em três grupos, em estágio inicial de câncer de próstata e que teriam o órgão removido. Um grupo teve terapia de controle do stress, o segundo recebeu duas sessões de apoio e o terceiro teve apenas o cuidado padrão, sem aconselhamento para o alívio do stress.

Ao final, os pesquisadores descobriram que dois dias antes da cirurgia os homens que receberam o aconselhamento tinham níveis mais elevados de citocina antiinflamatória, uma proteína que acelera a cicatrização. Os pacientes também apresentaram maior atividade das células de defesa, que ajudam a proteger o organismo contra infecções - essas células também detectam e destroem células cancerígenas malignas.

Stress e defesa – Uma das hipóteses da ação do stress no organismo é a de que eventos considerados assustadores podem fazer com que o corpo desvie seus recursos para os órgãos principais e para os músculos. Assim, funções consideradas como não-essenciais ficam privadas de sua manutenção normal.

Leia Também