Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

TCU libera início das concessões de ferrovias

12 FEV 14 - 22h:00Folhapress

O TCU (Tribunal de Contas da União) deu aval para que o governo inicie o processo de concessão do primeiro trecho ferroviário do programa de concessões, a Ferrovia da Soja, ligando Campinorte (GO) a Lucas do Rio Verde (MT).

Em decisão tomada no final da tarde de hoje, quando os ministros entenderam que a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) pode publicar o edital da concessão com as alterações exigidas pelo tribunal. O TCU vai analisar antes do leilão se foram feitas as mudanças exigidas e poderá liberar ou não a concessão do trecho.

Em dezembro, o tribunal havia aprovado o novo modelo de concessão de ferrovias proposto pelo governo, após mais de um ano de debates sobre se o modelo tinha ou não base legal. Pelo novo modelo, o governo concede a ferrovia de forma aberta. O operador vai apenas construir e operar a ferrovia (e será pago pelo governo por isso). Entretanto, não vai poder explorar a via, ou seja, colocar trens para circular por ela. Qualquer empresa poderá passar com trens pela linha concedida. Que vai negociar a venda do direito de passagem será a estatal Valec.

Mas, ao aprovar o novo modelo, o relator do processo, ministro Walton Alencar, determinou em dezembro mudanças específicas no edital como redução de custos estimados da obra de R$ 6 bilhões para R$ 4,6 bilhões e a inclusão de algumas obrigações para o concessionário. A ANTT, responsável pelo leilão, pediu uma revisão de alguns itens do acórdão, principalmente do preço.

O ministro acatou alguns argumentos da agência e permitiu que ela fixe novos preços para a obra, mas que não precisa ser o valor a que o TCU chegou em dezembro (R$ 4,6 bilhões).

Segundo o relator, o TCU vai monitorar se a agência fez as mudanças e, caso a determinação não seja cumprida, o leilão pode ser suspenso pelo órgão. Como é uma concessão, os valores são de referência para basear o teto dos preços que serão pagos por quem vai disputar. Vence a disputa quem oferece o menor preço e o vencedor pode fazer o projeto com custos mais baixos ou mais altos que o previsto, sem que isso crie impacto nos preços.

A ferrovia da Soja, também chamada de Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) ligará a principal área de produção de grãos do país à Ferrovia Norte-Sul. A intenção é fazer com que as cargas dessa região possam sair tanto por portos da região Norte como nos do Sul e Sudeste. A intenção do governo é fazer o leilão desse trecho neste semestre. Além da Ferrovia da Soja, o governo tem a intenção de conceder outros dez trechos ferroviários no país, mas ainda não há projetos definitivos. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged
EMPREGOS

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões
EMENDAS

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê
TELEVISÃO

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH
JOÃO MIGUEL

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião