Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Taxistas protestam por mais segurança

Taxistas protestam por mais segurança
14/07/2012 12:00 - Michelle Rossi e Taryne Zottino


Sensibilizados com a morte do colega Manoel Kuzman Bondarenco, de 37 anos, roubado e assassinado por bandidos na madrugada de ontem, cerca de 350 taxistas saíram pelas ruas do Centro de Campo Grande em direção ao cemitério Memorial Park, na Avenida Senador Filinto Müller, onde o corpo foi sepultado.

Alguns deles, aproximadamente 50 homens, seguiram em direção à Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) e se reuniram em frente ao local para protestar por mais segurança. 

O caso

Por volta da 1h de ontem, Adailton da Mata Souza, 21 anos, e Evandro Silva dos Santos, 23, se passaram por clientes e solicitaram uma "corrida" da Avenida Guaicurus até Sidrolândia (MS).  

Com o objetivo de roubar para comprar drogas, eles desferiram várias facadas contra a vítima, esconderam o corpo e fugiram. O crime aconteceu na saída da cidade e o corpo foi deixado em uma estrada pouco depois do frigorífico JBS. A dupla foi capturada pela polícia e está presa. 

Manoel era assessor do vereador Loester Nunes, casado e pai de quatro filhos. Ele estava trabalhando como taxista para ampliar a renda da família. 

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.