Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Taxista é morto por bandidos que se passaram por clientes para roubar

Taxista é morto por bandidos que se passaram por clientes para roubar
13/07/2012 07:21 - Gabriel Maymone


O taxista Manoel Kuzman Bondarenco, de 37 anos, foi morto degolado com duas facadas no pescoço, por volta de 1h de hoje (13), por quatro homens que se passaram por clientes para roubar. A vítima teria tentado reagir, mas um dos suspeitos a enforcou com um cadarço e outro desferiu as facadas.

Segundo a Polícia Militar, o bando solicitou uma corrida da Avenida Guaicurus até Sidrolândia (MS). O crime aconteceu na saída da cidade e o corpo foi deixado em uma estrada pouco depois do frigorífico JBS.

A empresa de rádio táxi percebeu que o veículo sumiu do sinal de GPS e acionou a polícia. Com a placa do táxi, os policiais da Força Tática do 10º Batalhão localizaram o veículo próximo da Anhanguera e fizeram a abordagem. Adailton da Mata Souza, de 21 anos, tentou dizer que era taxista, mas as marcas de sangue na porta do veículo o entregaram. Ele entregou os comparsas, mas foi localizado apenas o Evandro Silva dos Santos, de 23 anos, vulgo 'zoinho'.

Os outros dois suspeitos de envolvimento no crime são conhecidos como 'branco' e 'nego' e estão foragidos. Conforme a PM, os bandidos roubaram cerca de R$ 140 da vítima e o veículo com alguns pertences, que provavelmente seriam trocados por drogas.

Manoel atuava como taxista do ponto da rodoviária e era assessor parlamentar do vereador Loester.  

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.