Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

MERCADO

Taxa de investimento de 2010 foi 2ª maior da década

3 MAR 2011Por ESTADÃO13h:24

 A taxa de investimento (relação entre Formação Bruta de Capital Fixo e Produto Interno Bruto) de 2010, de 18,4%, foi a segunda maior da década, segundo informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Durante a divulgação das contas nacionais, o instituto divulgou uma lista das taxas anuais de investimento de 2000 a 2010. No período, a taxa de investimento do ano passado só não foi maior do que a de 2008, quando atingiu 19,1%. Em 2009, a taxa de investimento foi de 16,9%.

A variação recorde de 21,8% na Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) em 2010 ante 2009 refletiu forte interesse dos produtores de elevar sua capacidade produtiva, direcionando seus gastos na compra de máquinas e equipamentos, nas palavras do coordenador de Contas Nacionais do IBGE, Roberto Luis Olinto Ramos. Ele comentou que, dentro da FBCF de 2010, 55,2% foram originados de máquinas e equipamentos.

"O que podemos perceber aí é um gasto relacionado a investimentos, e também relacionado a gastos habitacionais. Mas, pelo que podemos observar, é possível dizer que os produtores estão aumentando sua capacidade produtiva, ou aproveitando para renovar estoques de bens de capital", afirmou ele, comentando que, pelo menos em 2010, é possível perceber este interesse por parte dos produtores.

Ele admitiu que o Programa de Sustentação de Investimento (PSI) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que oferece financiamento para compra de máquinas e equipamentos, pode ter ajudado a compor este bom cenário na FBCF em 2010, além de programas de financiamento voltados para a construção civil. Mas preferiu não tecer comentários sobre a sustentabilidade deste movimento em 2011, lembrando que o IBGE não faz previsões. 

Leia Também