segunda, 23 de julho de 2018

Taxa de desemprego pode atingir 11% em 2009, prevê economista

3 MAI 2009Por 15h:53

        Da Redação

                         

O número de trabalhadores desempregados deve aumentar até o final do ano e superar os dois dígitos percentuais. O movimento também será acompanhado da redução da renda dos trabalhadores. A previsão é do professor José Márcio Camargo, da PUC ? Rio, e economista da consultora Opus Gestão de Recursos.

 

Camargo projeta que o desemprego subirá por causa da crise. ?Os sintomas são efetivamente que a taxa de desemprego deve aumentar ao longo dos próximos meses. A minha avaliação é que a taxa de desemprego deve atingir a 11% da força de trabalho.? Segundo o economista, existe um ?aumento persistente? da taxa de desemprego que já esteve em 7,6% em dezembro de 2008 e chegou a 9% em março.

 

Segundo ele, a desaceleração da economia e da geração de empregos começou a ser notada entre setembro e outubro do ano passado quando os registros do Ministério do Trabalho (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego - Caged) já indicavam a baixa do saldo positivo de vagas criadas (de 250 mil para 40 mil entre os dois meses).

 

 

Com informações da Agência Brasil

 

 

                         

Leia Também