Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 24 de fevereiro de 2019 - 02h10min

Taxa de cartórios aumenta quase 13% a partir do dia 12

8 JUL 10 - 09h:58
bruno grubertt

A partir da próxima segunda-feira, dia 12, os valores pagos por serviços nos cartórios de Mato Grosso do Sul terão reajuste de 12,79%. A atualização das tabelas dos pagamentos feitos  às serventias extrajudiciais — como são chamados os cartórios — foi um pedido da Associação dos Notários e registradores de Mato Grosso do Sul (Anoreg) e a decisão que acatou o pedido está publicada na edição de hoje do Diário da Justiça.
Na prática, a mudança significa que os serviços de cartórios, como emissão de certidões e registros, ficarão um pouco mais caros para o cidadão. Uma certidão diversa, por exemplo, custava R$ 22, antes do reajuste. A partir da próxima segunda-feira, quando a revisão das tabelas passar a valer, cada documento custará R$ 24,81.
A Corregedoria-Geral de Justiça decidiu permitir os reajustes em atendimento ao pedido e a uma lei federal que determina a atualização dos valores de acordo com as taxas anuais de correção monetária. “A correção monetária ficou em mais de 26%. E a Anoreg pediu um reajuste de 50% desse valor, o que foi aceito”, justificou o juiz auxiliar da corregedoria, Ruy Celso Barbosa Florence. De acordo com ele, se a associação pedisse que o reajuste fosse maior, certamente ele seria concedido, já que existe a determinação da legislação federal.
De acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, a Anoreg justificou a solicitação com base nos reajustes adotados pelo governo federal em relação aos salários e às tarifas públicas, vez que tais reajustes integram o custo de funcionamento dos cartórios.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Promotoria abre inquérito após shopping de SP pedir autorização para apreender meninos de rua

BRASIL

Chanceler diz que ação na Venezuela não tem caráter intervencionista

Mãos que falam:
LUIS PEDRO SCALISE

Mãos que falam: "Em tempos de Dieta"

VENEZUELA

Maduro discursa para apoiadores e critica ajuda humanitária

Mais Lidas