Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Copom

Taxa básica de juros deverá ser mantida sem supresas

5 DEZ 2010Por Fabio Graner (AE)04h:45

O Comitê de Política Monetária (Copom), que se reúne na terça (07) e quarta-feira, deverá, conforme a visão amplamente majoritária do mercado financeiro, manter a taxa básica de juros (Selic) nos atuais 10,75% ao ano. Na semana passada, as apostas em alta da Selic já em dezembro estavam crescendo por conta dos recentes (e elevados) índices de preços, mas a decisão do Banco Central e do Conselho Monetário Nacional (CMN) de adotarem medidas para restringir o crédito a pessoas físicas e retirar R$ 61 bilhões de circulação da economia por meio da alta nos depósitos compulsórios derrubou as apostas, sancionando a tese de manutenção da Selic.

"Mudou o padrão do mercado. Havia pressão da curva para mudar a Selic já na próxima semana, mas ficou claro que o BC não tem mínima intenção de elevá-la em dezembro. Isso consolidou as apostas de manutenção dos juros", avaliou o economista-chefe do banco Schahin, Silvio Campos Neto. Para ele, as iniciativas anunciadas na última sexta-feira também reduziram as chances de um aperto monetário em janeiro. "Isso está em aberto", disse.

Neto destacou que a efetivação de uma rodada de juros no ano que vem vai depender em grande medida do que vai ocorrer na parte fiscal. De fato, o BC já deixou claro que sua visão mais otimista sobre o cenário de inflação no horizonte de ação da política monetária se deve em grande medida à expectativa de um aperto fiscal pelo governo.

Leia Também