Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORUMBÁ

Tampa de galeria de águas pluviais cede e guindaste cai

Tampa de galeria de águas pluviais cede e guindaste cai
31/01/2014 09:56 - Diário Online


Um guindaste, de aproximadamente 40 toneladas, tombou na Alameda Santo Antônio esquina com a Rua Silva Jardim, no Bairro Universitário, em Corumbá. O fato ocorreu na quinta-feira (30) quando o motorista tentava estacionar o guindaste na alameda. A tampa da galeria de águas pluviais não suportou o peso e cedeu. O guindaste ficou inclinado e por pouco não atingiu o muro da pousada que fica ao lado da via.

O motorista que pediu para não ser identificado, disse que não há sinalização proibindo o tráfego de veículos pesados na localidade. Ele destacou que no local havia um buraco que dava acesso à galeria.

A alameda não é asfaltada. O buraco seria para que a água da chuva escoasse em direção à galeria e, assim, não ficasse empoçada na rua. O abastecimento de água foi cortado desde o momento do acidente porque uma rede de encanamento também passa pelo local.

Perícia
O subsecretário de Infraestrutura, Gerson da Costa Melo, esteve no local e informou que a empresa dona do veículo é a responsável pela retirada do guindaste. Somente após a remoção é que a Prefeitura terá condições de periciar a área e fazer obras de reparo.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.