terça, 17 de julho de 2018

DEFINIÇÃO DE CARGOS

Tamanho do partido não será critério

10 NOV 2010Por AGÊNCIA BRASIL18h:09

O crescimento dos partidos da base governista não será levado em conta na definição da composição do governo de Dilma Rousseff, de acordo com o presidente do PT, José Eduardo Dutra. Hoje (10), ele concluiu as conversas sobre a formação do novo governo com todas as legendas da coligação que elegeu a presidenta.

 “Como todos os partidos da base aliada cresceram, quem diminuiu foi a oposição, você não pode estabelecer que isso seja um critério para participação no governo. Isso indicaria a necessidade de se ampliar os cargos para atender o conjunto dos partidos. Não é essa a intenção”, disse Dutra. No próximo sábado (13), o presidente do PT deverá entregar um relatório com os pedidos de cada legenda à presidenta eleita.

 “Vamos manter as conversas, mas temos que ter claro que nenhum ministério é propriedade de algum”, disse Dutra. “Vai se formar um novo governo e a presidenta é quem vai decidir. Ela pode optar por continuar a ocupação dos espaços nos moldes do governo ou propor modificações. Não há regra definida em relação a isso.”

 Todos os partidos da base aliada manifestaram vontade de manter a participação que já têm no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, se possível, ampliá-la no governo de Dilma Rousseff. Esse é um desejo compartilhado até pelo PT, que já tem o principal cargo do governo, a Presidência da República. “É claro que todos os partidos querem manter e ampliar [a participação]”, assinalou Dutra. Ele ressaltou, entretanto, que a escolha será feita unicamente pela presidente eleita.

Leia Também