Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BRASIL

Tablet à prova d'água, poeira e quedas chega em outubro

13 JUL 12 - 13h:20TERRA

A Panasonic anunciou nesta sexta-feira o lançamento do Toughpad, uma linha de tablets corporativos que aliam segurança e durabilidade, com resistência a quedas, líquidos, poeira e condições externas de temperatura. Os dispositivos virão em versões de sete e dez polegadas, rodando sistema operacional Android e devem chegar ao Brasil em outubro deste ano. Segundo a empresa, o valor final para o consumidor brasileiro deve ficar entre US$ 3 mil e US$ 3,5 mil.

O modelo Toughpad A1, de dez polegadas, será o primeiro modelo a chegar ao mercado. Ele é voltado a profissionais da aviação, construção, vendas e setor público, que costumam usar equipamentos eletrônicos em ambientes externos. O dispositivo pesa cerca de 960 gramas, suporta altas temperaturas e condições climáticas extremas, e é resistente a quedas de até 1,2 m de altura.

Possui tela XGA multitoque visível à luz solar, caneta digital que permite a inserção de dados em campo, além de funcionalidades como registro de assinatura e reconhecimento de escrita. Tem câmeras integradas (traseira com 5 megapixels, e frontal com 2 MP), bateria reutilizável, múltiplas opções para conectividade de periféricos (Micro-USB, microSDHC, micro HDMI) e bateria suficiente para um dia inteiro de trabalho. Vem com memória de 16GB, e aceita memória opcional MicroSD de até 32GB. Já o Toughpad B1, com tela de sete polegadas, também é destinado a áreas que requerem exposição externa de dispositivos, porém, com mais mobilidade e portabilidade.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

COPA AMÉRICA

Tite promove o retorno de Arthur à seleção para jogo com a Venezuela

IMPORTAÇÃO

Bolsonaro diz que avalia reduzir para 4% imposto sobre produtos de TI

REUNIÃO DO G20

Japão propõe mecanismo internacional para descarte de resíduo nuclear

CUIABÁ

Tribunal condena militar que tentou vender 120 quilos de carne do batalhão

Mais Lidas