Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Suspensa demarcação em fazendas de MS

21 JAN 10 - 05h:46
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, suspendeu ontem partes consideráveis das demarcações de duas terras indígenas assinadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos últimos dias de 2009. A área mais atingida pelas decisões de Gilmar Mendes é a reserva Arroio- Korá, em Mato Grosso do Sul. A suspensão engloba mais de 90% da terra. Os donos das fazendas Polegar, São Judas Tadeu, Porto Domingos e Potreiro-Corá, localizadas em Mato Grosso do Sul, e Topografia, em Roraima, alegaram que têm a titularidade do imóvel há muito tempo e que, por causa do decreto, havia risco de as propriedades serem transferidas nos próximos dias para a União. Mendes afirmou que são plausíveis os argumentos dos proprietários das fazendas. Localizada no município de Paranhos, em Mato Grosso do Sul, a Fazenda Polegar foi incluída na demarcação da área Arroio-Korá. Segundo os proprietários, a área foi adquirida em 9 de agosto de 1923 por seus avós. A área Arroio-Korá tem uma extensão de 7.175 hectares, dos quais 1.573 hectares pertencem aos fazendeiros donos da Polegar.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Avatar sobre rodas: Mercedes-Benz Vision AVTR
CORREIO VEÍCULOS

Avatar sobre rodas: Mercedes-Benz Vision AVTR

Uma de 1,6 mil vítimas de violência doméstica na Capital, florista é baleada por ex-namorado
CASO PASSIONAL

Uma de 1,6 mil vítimas de violência doméstica, florista é baleada por ex-namorado

Frigorífico será 1ª indústria de município de MS com investimento de R$ 2,5 milhões
RIO NEGRO

Frigorífico será 1ª indústria de município de MS com investimento de R$ 2,5 milhões

Alimentação por sonda não dá certo e siamesas voltam à "dieta zero"
BOLETIM

Alimentação por sonda não dá certo e siamesas voltam à "dieta zero"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião