sábado, 21 de julho de 2018

Suspeito é preso após confessar assassinato de pediatra na BA

13 AGO 2009Por 08h:12
     

 

 

De acordo com a Polícia Civil da Bahia, um suspeito confessou ter cometido o assassinato da pediatra paulista Rita de Cássia Tavares, na quinta-feira da semana passada, no município baiano de Santo Amaro. A confissão veio de Gilvan Cléucio de Assis, de 35 anos, que cumpre pena em regime semi-aberto na Colônia Penal Lafayete Coutinho, e diz ser o responsável pela morte da médica, cujo corpo foi encontrado na margem de uma estrada de terra.

 

Segundo o delegado geral, Joselito Bispo da Silva, a confissão ocorreu em depoimento tomado durante a madrugada de hoje, acompanhado por dois defensores públicos. Assis teria dito que agiu sozinho e que escolheu a vítima pela facilidade da abordagem e por ter um impulso sexual que não consegue controlar. O acusado, que já responde por quatro estupros, atentado violento ao pudor e roubo, havia sido beneficiado pela saída temporária de Dia dos Pais, iniciada no dia 5 (um dia antes do crime).

 

Com informações da polícia, Assis teria dito que Rita foi abordada no carro, enquanto arrumava as compras feitas no shopping e acomodava a filha, de 1 ano e 8 meses, na cadeirinha. Segundo a polícia, Assis teria mantido a pediatra no banco de trás e assumido a direção até uma estrada de terra onde planejava o estupro. Como Rita teria tentado fugir ao chegar, ele a perseguiu e acabou  atropelando a médica. Depois, voltou pela BR-324 e abandonou o carro, com o bebê dentro. O suspeito nega ter cometido estupro.
        
        

 

 

Com informações do Estadão

Leia Também