Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VIOLÊNCIA

Suspeito de agredir namorada presta depoimento por 3h

Suspeito de agredir namorada presta depoimento por 3h
08/01/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Matheus George Tannous, 19 anos, suspeito de ter espancado barbaramente a namorada, a estudante Giovanna Nantes Tressi de Oliveira, 19, ainda internada na Santa Casa de Campo Grande, acabou comparecendo ontem à tarde à delegacia de polícia para prestar depoimento, depois de ter alegado, no período da manhã, que não tinha condições psicológicas para falar sobre o caso. O depoimento, na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) durou cerca de três horas. A reportagem está na edição de hoje (08) do jornal Correio do Estado.

Giovanna Nantes foi parar no hospital, na virada do ano, com suspeita de traumatismo craniano e teve várias lesões graves no rosto. Na segunda-feira passou por uma cirurgia reconstrutiva da face e as suspeitas, pela natureza e quantidade de lesões, são de que ela teria sido espancada pelo seu namorado, que estava com ela no apartamento onde moravam. O motivo das agressões teria sido ciúmes de um primo da estudante, um adolescente de 17 anos.

Violência aumenta

O número de atendimentos na Delegacia da Mulher, em Campo Grande, vem superando a marca de 70 casos por dia. São mulheres que procuram a unidade policial para denunciar algum tipo de violência doméstica. Há registro de boletins de ocorrência com queixas de agressão física, ameaça, injúria e até mesmo abusos sexuais, de autoria dos atuais ou de ex-companheiros.

Ontem, por exemplo, na sala de espera da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), na Rua 7 de Setembro, uma mulher de 56 anos procurava por atendimento policial porque havia sido agredida em casa pelo atual companheiro.  A reportagem é de Thiago Gomes e Laura Holsback.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...