sexta, 20 de julho de 2018

Suspeita de envolvimento de secretários em fraude faz Kayatt suspender licença médica

26 JUL 2009Por 22h:59
     

Lidiane Kober

O prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), suspendeu licença para tratamento de saúde e vai ficar no cargo até esclarecer a avalanche de denúncias, que derrubou secretários e atingiu o seu vice-prefeito Eduardo Campos (DEM). Ele prometeu ser implacável com os servidores, que a Justiça decretar culpados e garantiu que é inocente da suspeita de envolvimento com a família Uemura, acusada de chefiar esquema para fraudar licitações públicas.

Abatido, Kayatt jura que seu único pecado foi pedir emprestado cinco carros para ajudar na sua campanha pela Prefeitura de Ponta Porã, em 2008. "E até hoje, estes veículos nem sequer chegaram à cidade", disse.

Leia Também