Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

H1N1

Surto é negado, mas corrida por vacina aumenta

20 MAR 14 - 07h:32ANA CAROLINA MONTEIRO E CELSO BEJARANO

Mesmo com a prefeitura de Corumbá refutando a ideia de que a cidade enfrenta um surto da gripe influenza do tipo A H1N1, que já matou três pessoas, moradores do município se viram como podem para obter a vacina contra a doença. Desde sábado, os corumbaense formam filas em frente às clínicas particulares e postos de saúde atrás de informações sobre a imunização.

Entre sábado até ontem, ao menos quatro mil pessoas agendaram ou foram vacinadas no município.

Na Cassems – Regional Corumbá, convênio médico dos servidores públicos do Estado, a primeira unidade a receber lotes de emergência para imunização da gripe, em pouco mais de 24 horas os agendamentos para a vacinação do fim de semana foram encerrados.

“Iniciamos os agendamentos na segunda-feira com mil doses, mas a demanda foi crescendo, aumentamos 200 doses, e continuou crescendo. Na terça, aumentamos mais 300 doses e, ainda pela manhã, fechamos em 1.500 doses. E, no momento, não há mais como agendar para a vacinação que faremos no fim de semana”, declarou a diretora da Regional Corumbá, Rosana Lídia da Silva Pereira. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputada do PSL cria campanha para Bolsonaro não ir à ONU
POLÍTICA

Deputada do PSL cria campanha para Bolsonaro não ir à ONU

Produto vencido poderá <br>ser trocado por outro grátis
DIREITO DO CONSUMIDOR

Produto vencido poderá
ser trocado por outro grátis

Justiça de SP aceita denúncia contra seguranças por tortura de jovem
BRUTAL

Justiça de SP aceita denúncia contra seguranças por tortura de jovem

Campo Grande recebe evento sobre investimento de imigração nos EUA
INFORME PUBLICITÁRIO

Campo Grande recebe evento sobre investimento de imigração nos EUA

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião