Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DECISÃO

Supremo suspende remoção de promotor de Justiça

Supremo suspende remoção de promotor de Justiça
31/08/2012 00:00 - CELSO BEJARANO


O Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de liminar, suspendeu a decisão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que, em junho passado, havia determinado a remoção compulsória do promotor de Justiça José Arturo Bobadilla, investigado por supostos crimes de corrupção passiva e prevaricação.

O promotor devia ser removido de Corumbá para a cidade de Coxim, mas nem chegou a cumprir a decisão por ter se submetido a uma cirurgia em um hospital de São Paulo. Ele ainda está afastado do cargo por recomendação médica.

O advogado André Borges, defensor de Bobadilla, disse ter movido um mandado de segurança contra a transferência, por duas razões: ele achou que o CNMP não tinha competência para tirar o promotor de Corumbá, e ainda que sua defesa foi cerceada.

Os argumentos de Borges foram aceitos pelo ministro relator do processo, Ricardo Lewandowski. Com a liminar, Bobadilla pode atuar no Ministério Público, em Corumbá, até que o caso seja julgado por completo.
 

Felpuda


Dez vereadores da Capital mudaram de partido na tentativa de encarar a reeleição ou, dependendo do caso, disputar a vaga de vice-prefeito. Legendas foram “engordadas”, outras entraram em estado de inanição e outras ainda simplesmente sumiram do mapa. Que ninguém ouse perguntar a quem “trocou de camisa” qual a linha programática dos partidos em que agora estão filiados. Seria para eles, digamos, questão de pouca importância. Política tem dessas coisas...