Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

DECISÃO

Supremo suspende remoção de promotor de Justiça

31 AGO 2012Por CELSO BEJARANO00h:00

O Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de liminar, suspendeu a decisão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que, em junho passado, havia determinado a remoção compulsória do promotor de Justiça José Arturo Bobadilla, investigado por supostos crimes de corrupção passiva e prevaricação.

O promotor devia ser removido de Corumbá para a cidade de Coxim, mas nem chegou a cumprir a decisão por ter se submetido a uma cirurgia em um hospital de São Paulo. Ele ainda está afastado do cargo por recomendação médica.

O advogado André Borges, defensor de Bobadilla, disse ter movido um mandado de segurança contra a transferência, por duas razões: ele achou que o CNMP não tinha competência para tirar o promotor de Corumbá, e ainda que sua defesa foi cerceada.

Os argumentos de Borges foram aceitos pelo ministro relator do processo, Ricardo Lewandowski. Com a liminar, Bobadilla pode atuar no Ministério Público, em Corumbá, até que o caso seja julgado por completo.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também